MENU

Poema

A um mártir - Augusto dos Anjos

Alma em cilício, vem, enrista a dava, 
Brande no seio o espículo e o acinace 
E unjam-te o seio que d'auroras nasce 
Sangrentas bênçãos eclodindo em lava! 


A um mártir - Augusto dos Anjos - Poema

Alma em cilício, vem, enrista a dava, 
Brande no seio o espículo e o acinace 
E unjam-te o seio que d'auroras nasce 
Sangrentas bênçãos eclodindo em lava! 

Nossa Senhora te unge a face escrava, 
Cristo saudoso te abençoa a face 
De monja - violeta que do Céu baixasse 
À Virgem Santa Natureza brava! 

Vais caminhando para a terra extrema, 
Rosa dos Sonhos! e o teu galho trema 
E a tua crença, o desespero mate-a... 

E em nuvens d'ouro ascende enfim ao plaustro 
Da Neve Eterna, estrela azul do claustro, 
Levada para o Azul da Via-Látea! 



More by SANDERLEY

TRENDS - SONG LYRICS
Radar by Sanderlei
Everything in the musical world / Tudo que rola no mundo musical / ทุกอย่างในโลกดนตรี / Все в музыкальном мире / 音楽界のすべて.

Just Go - Viagem Volta ao Mundo
#JustGo - Sanderlei Silveira