MENU

Poema

Sempre, Cruel Senhora, Receei - Luís Vaz de Camões

Sempre, cruel Senhora, receei, 
Medindo vossa grã desconfiança, 
Que desse em desamor vossa tardança, 
E que me perdesse eu, pois vos amei. 


Sempre, Cruel Senhora, Receei - Luís Vaz de Camões - Poema

Sempre, cruel Senhora, receei, 
Medindo vossa grã desconfiança, 
Que desse em desamor vossa tardança, 
E que me perdesse eu, pois vos amei. 

Perca-se, enfim, já tudo o que esperei, 
Pois noutro amor já tendes esperança. 
Tão patente será vossa mudança, 
Quanto eu encobri sempre o que vos dei. 

Dei-vos a alma, a vida e o sentido; 
De tudo o que em mim há vos fiz senhora. 
Prometeis, e negais o mesmo Amor. 

Agora tal estou, que de perdido, 




Não sei por onde vou, mas alguma hora 
Vos dará tal lembrança grande dor. 



More by SANDERLEY

TRENDS - SONG LYRICS
Radar by Sanderlei
Everything in the musical world / Tudo que rola no mundo musical / ทุกอย่างในโลกดนตรี / Все в музыкальном мире / 音楽界のすべて.